4 erros comuns em concursos de alto nível e como corrigi-los – Case Diplomacia  | Fernando Mesquita

4 erros comuns em concursos de alto nível e como corrigi-los – Case Diplomacia | Fernando Mesquita

abril 9, 2019 Off Por Redator

Fala, pessoal! Tudo bem? Aqui é Fernando Mesquita trazendo para você sempre o melhor da preparação para provas e concursos públicos Hoje a gente vai ter um episódio de um estilo que não fazia há algum tempo, que é respondendo uma dúvida direta de um leitor

O que acontece? O Vitor, depois que eu publiquei um vídeo, ele me escreveu com algumas dúvidas, e eu achei interessantes porque tem muitas questões que a gente precisa desconstruir, muitas coisas que a gente precisa conversar para a gente poder entender esse processo de estudos e poder extrair o melhor dele Então, eu vou pegar a dúvida que o Vitor mandou aqui, para a gente poder conversar um pouquinho sobre isso Ele falou: "Fernando Mesquita, você tem umas dicas sensacionais, Entretanto, você não acha que a ideia de resolver questões desde o começo, desde o começo dos estudos, desde o primeiro dia de estudos como eu sempre digo, não seria um pouco exagerado ou, pelo menos, opcional para um candidato a um concurso de preparação extensa como concurso de Admissão à Carreira Diplomática?" Vitor, não Por quê? Porque as questões têm múltiplas funções Uma dessas funções e é a função que a gente "acessa" quando a gente começa a resolver questões desde do primeiro dia, é tirar o medo do candidato em resolver questões

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer na sua preparação é exatamente você não ter medo de questões e esse é um problema muito comum que eu detectei alguns anos atrás, e que impende as pessoas de irem muito melhor do que elas poderiam nas provas que elas fazem É o medo de resolver questões Se você resolve a partir do primeiro dia, você vê que esse "mostro" não é tão grande assim e isso te ajuda a ter uma visão muito melhor da sua preparação além, é claro, de te dar outros elementos de vantagem nesse sentido que são: você avaliar o seu próprio desempenho, você ter noção de como seus estudos estão indo Então, como a gente trata aqui de aprendizagem acelerada, você pode ter certeza que um dos elementos da aprendizagem acelerada, para você poder passar mais rápido em provas e concursos, é sim você resolver questões e desde o primeiro dia Beleza? Vamos lá

"Estou começando a estudar para ele agora (para o concursos de Admissão à Carreira Diplomática) e pela quantidade absurda de conteúdos a se estudar (realmente é muito conteúdo), me parece muito mais viável dedicar o primeiro ano a entrar em contato com o conteúdo e as leituras É muito difícil estudar todas as disciplinas diariamente, entre outras coisas que você recomenda, afinal de contas são 11 no total Quem dirá, então, fazer exercícios de todas essas disciplinas e treinar a escrita" Bom, primeira coisa: eu não falo para você estudar todas as disciplinas todos os dias Eu falo para você dedicar cada hora livre a uma disciplina diferente

Isso é obrigatório? Não Nada o que eu falo é obrigatório Você pode fazer as coisas como você acha melhor Inclusive, eu estimulo que você experimente, que você treine, porque muitas pessoas, às vezes, encontram outras formas que para elas parecem mais eficazes Então, eu não acho que aqui tenha nenhuma fórmula pronta

Eu tenho recomendações que funcionam com muitas pessoas, funcionavam com a maioria das pessoas com quem eu trabalhei até hoje, mas isso não significa que nada disso seja necessariamente obrigatório, pelo contrário Quando você fala dedicar o primeiro ano, entrar em contato com conteúdos e as leituras, me parece que você quer ler Mas a gente já conversou que ler não é estudar A gente tem que ter muito cuidado com isso Quando você está só lendo, você não está necessariamente estudando, você não está estudando melhor, você não está prestando mais atenção nos conteúdos, você não está aprendendo mais do que se você estiver construindo seu material de revisão, resolvendo questões, ou seja, fazendo o Ciclo EARA completo, trabalhando no seu aprendizado, de fato, para as provas

É importante você aprender? É Mas não é importante só você aprender, porque você precisa saber fazer a prova E, quanto mais você praticar nesse sentido, resolvendo questões, porque não passa quem sabe mais, passa quem acerta mais questões, melhor vai ser para você nesse caso Então, não Eu não concordo, que seria interessante pegar o primeiro ano (meuDeusdocéu) para entrar em contrato com os conteúdos e as leituras

Na verdade, isso depende da sua expectativa Se você tiver a expectativa de passar daqui a 5 anos, tudo bem, mas para aquelas pessoas que querem passar em um concurso mesmo um concurso concorrido e difícil, como de fato é esse de Admissão à Carreira Diplomacia, eu não vejo nenhum problema de você pensar num panorama de um ano, um ano e meio, dois anos que seja, ou seis meses Com certeza pessoas passaram em menos do que isso que é exatamente exatamente o início do próximo parágrafo: "Ninguém passa nele no primeiro ano" Você tem estatística de todos os aprovados no concurso dos últimos 20 anos? Eu acredito que, provavelmente, você não tenha Você deve ter caído num viés cognitivo aqui que o Daniel Kahneman chama de What to see all there is

Ou seja, é um viés de disponibilidade Aquilo que você conhece, as histórias que você conhece, que você viu de candidatos se preparando durante dois, três anos são aquilo que você considera como sendo as únicas saídas, mas eu tenho certeza que existe uma possibilidade de que pessoas tenham passado em menos do que um ano Pode ser a minoria, mas se uma pessoa fez, é possível Eu não tenha essa estatística, eu não tenho contato com todos os aprovados no concurso, mas eu tenho quase certeza, eu seria capaz de quase apostar que deve ter alguma pessoa que passou em menos de um ano Essa pessoa precisa ser estudada, ela precisa ser vista

O que aconteceu que, na situação dela, propiciou isso? "Ninguém passa nele no primeiro ano, então se você fizer 100 questões por dia após o primeiro ano, você consegue fazer nove mil questões em apenas 3 meses Ir lapidando os conteúdos que precisarem de mais atenção, usando seus erros como diagnóstico, (beleza!), e ainda por cima melhorar muito a sua redação para segunda e terceira fase, pelo menos no aspecto de português" E o que é interessante aqui é o seguinte: o seu pensamento está mais ou menos certo, só que, ao mesmo tempo que você faz questões, ao mesmo tempo que você estuda o conteúdo, você também está estudando para as relações que você vai fazer Porque a redação não é só português, a redação é também os conteúdos Quanto mais questões você resolver da banca, mais você vai saber como que a banca gosta de cobrar, mais você vai entender a linguagem da banca e você vai poder usar a própria linguagem dela nas redações que você for fazendo

Então, essa é outra vantagem que a gente tem "Claro que eu digo que fazer isso com bibliografia recomendada e bom direcionamento, senão realmente é complicado estudar as coisas certas, já que não vai estar focando nas provas de cara" OK "Sei lá Se você vai resolver 100 questões do Cespe, desde do primeiro dia, vai acabar esgotando todas questões relevantes muito antes de ver, se quer, metade do conteúdo nas leituras

(beleza!) Ao ver o conteúdo antes, você consegue fazer duas coisas ao mesmo tempo depois, encontrar suas lacunas e aprender a fazer a prova" Mais ou menos Isso aqui é um pouco falacioso Qual que é o problema de você resolver todas as questões antes de você entrar em contato com metade do conteúdo? As pessoas acham que as questões só têm uma finalidade, que é medir o seu conhecimento Não

As questões também direcionam seus estudos No edital grande como esse não adianta você achar que você vai ter que estudar 100% ou que 100% tem o mesmo peso Se você resolver todas as questões de todos os concursos que já foram realizados, você vai ter uma noção muito boa, porque você vai começar a identificar os padrões, você vai ter uma noção muito boa do que é mais importante para a banca E, aquilo que for mais importante, você vai buscando Essas dicas não valem só para concurso da Diplomacia, valem para magistrados, valem para defensores, valem para concursos que são um pouco mais sofisticados

Você precisa identificar padrões para você entender aquilo que é mais importante, dar mais ênfase a isso Não significa que você vai deixar de estudar outros conteúdos, um conceito que eu sempre achei perigossíssimo e que nunca estimulei meus alunos, meus leitores a fazerem Eu acho que você tem que estudar todo edital mas, ao mesmo tempo, você precisa dar ênfase àquilo que é mais importante Não tem o menor problema você esgotar essas questões, não tem problema você refazer essas questões, por uma vez que você refaça essas questões e muitas delas você vai errar, você vai aprende mais, você vai aprendendo melhor, você vai colocando em prática os seus conhecimentos novamente, agora com outra visão, de um pouquinho mais de estudo Você vai alimentando esse processo com as redações que você faz

Então, o Ciclo EARA é um processo complexo de estudos e é por isso que eu recomendo, porque ele vai se retroalimentando em cada etapa dos seus estudos e ele vai crescendo com você "Não acha que faz algum sentido?" Acho Eu acho que faz algum sentido "Desculpe esse “out of context” monstruoso, mas como você dá dicas extremamente valiosas, tenho bastante curiosidade em saber sua opinião sobre o que eu penso atualmente, talvez você até mude meu modo de pensar (quem sabe, né?) é sempre bom ter uma segunda opinião de alguém que entende do assunto" Então, gente Vitor e o pessoal que está assistindo, o que eu recomendo é isso que a gente tratou aqui Você tem mecanismos que as pessoas, às vezes, usam e que são reaplicados não por serem eficazes, mas simplesmente porque eles parecem um bom caminho ou porque, simplesmente, a pessoa não conhece uma outra saída O que eu recomendo é: primeiro que você sempre pense no seu processo de estudos, Segundo, que você duvide do seu processo de estudos "Isso que eu estou fazendo é o melhor?" Mesmo com as coisas que eu te digo, pergunte-se: "Será que isso é o melhor que eu estou fazendo?", Faça testes, faça experiências, veja se você estudando de uma outra forma você estuda melhor Adapte o Ciclo EARA a sua realidade, adapte as técnicas, os processos de estudos a sua realidade

Isso é muito importante A gente não deve seguir nada cegamente Nenhum material, nenhum professor, nenhum conteúdo, porque o nosso caminho é a gente quem faz Então, a gente absorve tudo isso, porque nada disso é talhado, especialmente, especificamente para a gente, então, a gente absorve isso, transforma isso dentro da nossa realidade de estudos e gera uma aprovação a partir desse processo Espero que você tenha aproveitado

Isso aqui é um vídeo que eu acho que trata de assuntos bastante importantes nesse sentido E, se você gostou, curta aqui, inscreva-se no canal A gente se vê na nossa próxima oportunidade Até lá!