Por que usar uma planilha de estudos para Concurso

Por que usar uma planilha de estudos para Concurso

junho 6, 2019 Off Por Redator

O concurseiro quando está estudando para fazer uma prova de concurso pode estar um pouco nervoso. É normal que nesse momento surjam inúmeras dúvidas, entre elas, se vai conseguir aprender toda matéria até o dia da prova.

Para ajudar nesses casos, criar uma planilha de estudos para concursos pode ser muito útil para solucionar esses problemas.

A organização

Tudo que fazemos no nosso cotidiano requer alguma forma de planejamento. Um exemplo: suponhamos que uma pessoa abriu uma empresa e precisa gerenciar todas as burocracias, lidar com o dinheiro que entra e sai, estoque, manutenção etc, ela vai precisar de uma organização. Nos estudos para concurso não é diferente.

Planejar-se e organizar-se para uma grande prova ajuda a economizar muito tempo e aumentar consideravelmente a produtividade. Quando tudo está bem especificado em uma planilha, vai lhe dar muita tranquilidade na hora de fazer a prova, sem contar o fato de diminuir muito a sua ansiedade; e isso pode ser crucial para uma aprovação.

Montando uma planilha de estudos para concursos

Não há dúvida: montar uma planilha para os estudos é um caminho bem mais curto e só traz benefícios. Veremos alguns fatores que precisam ser considerados para montá-la e alcançar o sucesso.

1.Analise o tempo que você tem

analisar o tempo disponivel para estudos

Está faltando quanto tempo para a prova? Sua planilha vai depender muito desse ponto, portanto, verifique com calma.

Caso falte muito tempo para o dia da prova, pode ser considerado estudar menos horas, porém, se o tempo estiver curto, será necessário priorizar os estudos.

O que seria essa prioridade? Consiste em focar mais tempo naquelas matérias que você conhece e menos naquelas que valem mais ponto.

Separe um bom tempo também para se dedicar em resolver questões. Esse método é muito eficaz nos estudos para concursos.

2. Revisão

A revisão é outro fator importantíssimo para a provação. Ela ajuda o cérebro a assimilar o conteúdo com mais facilidade. Portanto, não deixe de revisar as matérias para que não caiam no esquecimento, pois, é comum que esqueçamos metade do que estudamos em um único dia.

Estabeleça um tempo separado na planilha de estudos só para fazer as revisões. Procure manter a rotina de rever todos os dias o que estudou. É certeza que esse método vai te ajudar muito na memorização e assimilação do conteúdo.

3. Peso das matérias

O peso de cada matéria também é um fator de grande importância na hora de montar os horários na planilha. Suponhamos que o edital determinou que a prova terá 20 questões de “Português” e 5 de “Raciocínio Lógico”. Nesse caso, é bem óbvio que você precisará focar mais na primeira e menos na segunda disciplina.

Olhe também para a nota, por exemplo, se as questões de “Direito Administrativo” valem 2 pontos e “Informática” valem 1 ponto, nesse caso, o foco deve ser maior na primeira.

4. Simulados e questões de provas anteriores

ver simulado de provas anteriores

Já ouviu o ditado: “a prática leva à perfeição”? Pois é, isso é puramente verdade! Fazer simulados e resolver questões antigas ajuda muito no resultado final. Determine horários na sua planilha somente para isso.

Quando estiver faltando pouco tempo para a prova, uma boa dica é usar um cronômetro para resolver as questões. É uma espécie de simulação, como se fosse realmente o dia da prova. Isso ajudará você a aprender controlar o tempo e não se perder no grande dia.

Dica extra: Além de todas as dicas para montar a planilha, não se esqueça de resolver questões da mesma banca que aplicará a sua prova, mesmo que sejam questões de outros concursos. Assim você vai conhecer o estilo de cobrança da banca e será bem mais fácil fazer a prova.