TIREI 1000 NA REDAÇÃO DO ENEM – MINHA EXPERIÊNCIA | Lucas Felpi

TIREI 1000 NA REDAÇÃO DO ENEM – MINHA EXPERIÊNCIA | Lucas Felpi

maio 10, 2019 Off Por Redator

Oi pessoal! Bom dia, boa tarde e boa noite pra quem estiver assistindo! Meu nome é Lucas Felpi, eu fui um dos que tirou 1000 na redação do Enem 2018 Nesse vídeo eu vou contar um pouquinho da minha experiência de como foi tirar 1000, na minha preparação, antes da prova, durante a própria prova, o processo para criar a redação, e eu espero ainda ampliar esse assunto em outros vídeos, mas esse daqui vai ser principalmente sobre a minha experiência e para trazer inspirações, talvez dicas, que eu usei para vocês

Bom, começando com a preparação, eu ainda espero criar um vídeo especificamente sobre como eu me preparei, com mais detalhes, entrando mais a fundo, mas aqui eu decidi separar quatro palavras que me ajudaram muito na preparação e que resumem basicamente o que eu usei A primeira delas é prática, eu acho que é essencial praticar para estudar redação Não tem como você estudar redação e tentar melhorar a escrever sem praticar Eu praticava uma vez por semana e acho que o mínimo uma vez por semana, senão mais, mas eu praticava uma vez por semana e já era muito bom A segunda palavra é leitura, eu acho que a leitura me ajudou demais para criar minha forma de escrita e eu me adaptar com a forma escrita da língua portuguesa

Eu acho que não tem uma outra forma melhor de você entrar em contato com essa modalidade escrita e aprender a escrever, gramática, ortografia, acentuação, colocação de vírgula, pontuação Isso às vezes é falta de leitura, porque a leitura te apresenta isso, te faz se acostumar com essa forma escrita da língua A terceira palavra é adaptação, porque eu acho que você precisa se adaptar ao modelo de redação que o Enem cobra, e que o Enem especifica

Então você tem que se adaptar e ser flexível para não só escrever da forma que você gosta, mas escrever da forma que um avaliador do Enem gosta E a quarta palavra é padronização, porque eu percebi que com a minha trajetória de redação eu fui criando cada vez mais um padrão de redação, um modelo propriamente meu, e quando eu cheguei na prova eu já sabia mais ou menos como escrever minha redação, porque eu sempre fazia de uma forma parecida Esse processo envolveu uma padronização que facilitou muito mais a minha criação de redação Mais especificamente no período imediatamente antes da prova, o que eu fiz nos últimos dias antes do Enem foi reler todas as minhas redações do ano passado, do terceiro ano, e reli todas elas para tentar ter uma noção de temas que eu já tinha trabalhado e lembrar um pouco das discussões que eu tinha feito até então, e principalmente focando nas referências que usei nessas redações durante o ano Então eu fui revisando e selecionando as referências que eu já tinha usado para relembrar que na hora do Enem eu poderia usar aquela mesma referência que eu usei numa outra vez

Então, por exemplo, eu percebi que já tinha usado House of Cards, Bates Motel, muito Black Mirror – bastante Black Mirror -, um filme brasileiro chamado Tungstênio, Demolidor, Homem-Aranha, já tinha usado Xuxa, e também citações de filósofos ou sociólogos que eu já tinha usado, como a ética em Aristóteles, a ética em Kant, Foucault, Bauman, Escola de Frankfurt, todas as referências que eu já gostava e que eu já tinha usado, eu podia reutilizar na minha redação do Enem 2018, então foi muito bom rever logo antes da prova Chegando na hora da prova, quando eu abri o caderno de questões do Enem 2018, fui direto pra redação, abri pra ver qual era o tema da redação Li que era a "Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet" e aí eu já pensei: "Como é que eu vou fazer? O que será que é esse tema?" A primeira coisa que eu pensei foi que pudesse ser de fake news Pensei que a redação podia sair de fake news, que muita gente estava apostando nisso, e logo de cara fui para a coletânea, para os textos de apoio, para ter certeza que era sobre fake news, e aí eu percebi que não, não era sobre fake news

Então, quando eu realmente descobri qual era o tema, fui focar em fazer a redação A primeira coisa que eu faço quando eu vou começar uma redação é criar um mapa mental, para saber qual vai ser meu projeto de texto, o que ele vai incluir em cada parágrafo, qual vai ser a minha tese, a minha proposta de intervenção, antes de começar propriamente a escrever Então eu já comecei pensando na introdução e qual seria a minha referência que eu iria usar logo no começo, a referência principal Comecei pensando que séries ou filmes eu já assisti que envolvem o tema dos algoritmos e da manipulação da internet O primeiro que eu pensei foi Black Mirror, óbvio, porque acho que você já deve saber a esse ponto que eu usei Black Mirror na minha redação e eu ia usar logo no começo da redação

O plano era começar com Black Mirror de início na introdução, e então eu escrevi ali "Introdução: Black Mirror" e qual vai a ser minha tese? A minha tese vai envolver duas coisas: a restrição de informações pelos algoritmos e manipulação do usuário Eu comecei a esboçar a minha redação começando por Black Mirror, comecei a escrever e pôr algumas frases, e eu percebi que eu estava um pouco travado na minha criatividade Comecei a fazer algumas questões do Enem Então eu comecei por inglês, comecei a fazer algumas questões, até que me deparei com uma questão de inglês que envolvia o livro "1984", e é essa essa questão me inspirou muito, porque me lembrou do livro "1984", que eu já tinha lido, e eu percebi o quão relevante era pra esse tema, e eu falei "Não, calma, acho que, mais do que Black Mirror, 1984 pode estar muito relacionado a esse tema" Então eu apaguei meu esboço, eu não comecei por Black Mirror, e eu decidi começar por 1984, por uma inspiração que a própria prova do Enem me trouxe

Então uma dica: é bom dar uma olhada na prova para ver se não vai te trazer alguma inspiração pra sua própria redação Então depois que eu apaguei o esboço e decidi realmente começar por 1984, eu encaixei Black Mirror em um outro parágrafo, o 2º parágrafo de desenvolvimento, e aí sim comecei a escrever Agora que eu estava inspirado, e realmente com bastante criatividade e inspiração, eu fui escrevendo o parágrafo de introdução com 1984, e percebi que estava ficando boa, percebi que cada frase que eu estava construindo estava ficando bem concisa, bem fechada, cada frase tinha um sentido, tinha um propósito pra estar ali Eu acho que uma coisa que me deu bastante confiança na hora de escrever a redação foi fazer com que cada palavra valesse a pena, cada frase tivesse um propósito, um fechamento, uma conclusão, tivesse um começo, meio e fim, e fizesse relação com o texto Então uma tática que eu usei foi escrever cada parágrafo por vez

Fiz o rascunho da introdução, e passei a limpo a introdução para a folha real de redação Cada parágrafo, eu escrevia o rascunho, passava a limpo, fazia assim por diante, que assim me dava mais confiança de que o parágrafo estava bom, estava bem fechado, que eu tinha que continuar assim E quando eu terminei, eu percebi que realmente tinha ficado um texto bom, principalmente pela minha firmeza nas referências, eu usei mais de uma referência, usei quatro referências, e eu não usei elas só uma vez no texto, eu retomei elas algumas vezes, inclusive eu retomei palavras que eu repeti durante texto para formar o que a gente chama de texto circuito Texto circuito é um conceito que diz respeito a um texto que tem realmente um projeto por trás, que se mostra ter uma base e uma preparação, porque mostra que ele tem uma contextualização e uma retomada durante o seu desenrolar Então, além de usar 1984 no começo, eu retomei a referência de 1984 na conclusão, na última frase, para ter certeza de que era uma referência relevante, e pro avaliador ver que eu tenho um texto bem conectado e que o meu começo está conectado com o final

E, por exemplo, eu usei na minha tese a palavra bolha sociocultural Eu acabei o texto, na última frase eu digo que a minha proposta de intervenção pretende estourar a bolha sociocultural que eu tinha mencionado antes Quanto mais você retoma e faz essas referências internas do seu texto, mais ele se parece com um texto circuito, e mais ele fica agradável para os olhos do avaliador E assim, quando eu acabei de passar tudo a limpo, eu fui para as questões de linguagens da prova, e de humanas Eu não tinha feito muitas questões, eu tinha feito as de inglês, eu parei ali na do 1984 e voltei a escrever redação, então eu terminei o resto da prova, deu tempo de fazer os testes

Eu demorei por volta de duas horas para fazer a redação, demorei um pouco mais do que imaginava, normalmente eu demorava 1h30, 1h45, mas mesmo assim deu um tempo tranquilo de fazer linguagens e humanas e eu sinto que valeu muito mais a pena reunir o meu esforço e o meu empenho na redação, ainda mais com uma nota boa assim, e, independentemente, deu tempo de fazer as questões de linguagens e humanas, que eu já saberia que eu iria pior do que em uma redação, porque eu estudei muito para redação, e eu fui focado naquele dia em ir bem na redação Então eu saí da prova mais confiante, achando que eu tinha feito um texto bom pela firmeza nas referências, pela firmeza nas frases, na concisão das frases, como tinha realmente um projeto de texto por trás, uma tese bem definida, uma opinião bem definida, acho que isso fez toda a diferença Logo depois, eu mostrei pra a corretora de redação da minha escola, ela já tinha me dito que eu poderia ter uma nota boa Mostrei pra minha professora de português, ela, sim, preveu que eu poderia ter tirado mil, eu mesmo não acreditei No dia que saiu o resultado, eu esperei muito pelo resultado, fiquei realmente muito surpreso de ver que tinha 3 zeros na minha nota, de que tinha um 1 e três zeros depois

? Mas foi uma surpresa muito boa, e hoje em dia eu só estou aqui gravando vídeos pra você e falando sobre isso, por esse desempenho, por esse resultado, e por esse processo todo que eu passei, de estudar, de treinar, de preparar, de praticar, de ler, de procurar nas questões do Enem uma referência pra mim, que eu achei, e por ter citado Black Mirror na redação, quem sabe Então foi muito bom que tudo isso aconteceu, eu espero que essa experiência que eu contei aqui traga inspiração para você, e consiga servir de ajuda para o seu próximo Enem, para as próximas provas e para sua redação em si, e eu espero que tenha sido útil! E é isso, um beijo!